Maior operadora de turismo religioso do mundo deve vender destinos Nordestinos

Representantes da Opera Romana se comprometeram a analisar a inclusão de roteiros do país nos pacotes comercializados pela agência do Vaticano

Outubro 2017

O Brasil está prestes a receber um importante aliado na comercialização de pacotes de viagem para destinos de turismo religioso. Em reunião nesse mês com representantes da Opera Romana Pellegrinaggi, maior operadora de viagens do segmento no mundo, o ministro do Turismo, Marx Beltrão, conseguiu abrir um canal de negociação entre os executivos italianos e brasileiros. O próximo passo é a elaboração de roteiros amplos que contemplem destinos religiosos e outros atrativos já consolidados. No encontro com o Monsenhor Remo Chiavarini, diretor-gerente da Opera Romana Pellegrinaggi, Marx Beltrão argumentou que o Brasil é o país com o maior número de católicos batizados no mundo – 170 milhões de pessoas. Destacou que há uma série de opções de roteiros, manifestações e monumentos religiosos. Entre os exemplos, citou as procissões marítimas de Bom Jesus dos Navegantes, Penedo e Coruripe, bem como as igrejas históricas de Marechal, Penedo e Porto Calvo (Alagoas). Só o turismo religioso doméstico gera 20 milhões de viagens em mais de 300 destinos brasileiros, movimentando cerca de R$ 15 bilhões. “Tenho certeza de que reunimos total condição de proporcionar uma ótima experiência turística mesmo para os visitantes mais exigentes”, comentou o ministro ao sustentar que ainda há um amplo espaço para o turismo religioso crescer no Brasil em âmbito internacional. De acordo com dados oficiais, apenas 30 mil visitantes internacionais vêm ao Brasil motivados pelo turismo religioso. O representante máximo da Opera Romana explicou que, para justificar uma viagem de longa distância, o roteiro deve aliar destinos religiosos e atrativos consolidados. Como encaminhamento, o ministro se comprometeu a, junto com o trade turístico nacional, elaborar algumas propostas de pacotes turísticos ainda este ano e estabelecer uma ponte direta entre a agência oficial do Vaticano e operadoras brasileiras. Foto: Arquivo/Roberto Miranda/Ascom Penedo

notícias relacionadas