As belezas de Delmiro Gouveia, Alagoas

A cidade de Delmiro Gouveia é em homenagem ao empresário homônimo cearense, que em 1903 chegou a Alagoas e se instalou no pequeno povoado da Pedra.

05/05/2017

Delmiro Gouveia, está a 277 km de Maceió. O nome da cidade é em homenagem ao empresário homônimo cearense, que em 1903 chegou a Alagoas e se instalou no pequeno povoado da Pedra, onde iniciou suas atividades comercializando couro de bovinos e pele de caprinos. Delmiro Augusto da Cruz Gouveia, foi um visionário que concretizou um projeto ousado para época: construiu uma usina hidrelétrica numa rocha a 100 metros do leito do rio São Francisco, denominada Angiquinho, a segunda do Brasil, inaugurada em 26 de janeiro de 1913. O município tem uma população estimada (2014) de 51 mil 49 ha bitantes. Mas em torno dela tem muito atrativos incríveis. Um deles é o restaurante Castanho (na foto abaixo). Toda a estrutura do restaurante foi construída com materiais sustentáveis e a energia usada é renovável. O turista encosta os pés na água do rio São Francisco e de lá, segue para vários passeios de lancha. Todo o ambiente é verde e foi projetado para ofertar um espaço de aconchego ao visitante, estes, que a maioria está em família. O Rio São Francisco mostra a sua imponência durante o passeio de Catamarã. Alguns chegam a durar um turno inteiro e o turista aproveita para fazer uma navegação diferente: entre arenitos coloridos e água esverdeada. Em alguns desses passeios, também é possível fazer um mergulho com segurança e conhecer a estátua de São Francisco que está localizada numa área do rio que chega a 190 metros de profundidade. Nós do Jornalismo de Viagem, realizamos duas reportagens nessa região, entre elas, esta que você acessa por meio do link abaixo e que mostra uma trilha fantástica realizada pelo Seu Francisco, de 73 anos. O turista pode escolher pelos passeios de Catamarã que reúne até 200 pessoas por embarcação ou os mais reservados em lancha que tem capacidade para até oito pessoas. Em Delmiro Gouveia, conhecemos o seu Francisco, que é proprietário do Mirante do Talhado, que são pequenos chalés que foram construídos por ele mesmo e ficam à margem do velho chico. Essa imagem a seguir é o pôr do sol que registramos ao final da trilha. O passeio pelo velho chico nos leva a cenários encantadores que foram desenhados pelo vento e pela chuva mas sabemos que tiveram o toque especial de Deus. Olha essa fenda aí abaixo. A cor da água e das plantas se misturam. Na gruta do talhado, a imagem é esta a seguir. O passeio de embarcação não motorizada, o turista chega bem perto das rochas e de pequenas estátuas religiosas misturadas ao cenário natural.

Não é a toa que qualquer turista que visita Delmiro Gouveia sai rejuvenescido porque o lugar é todo envolvente num ambiente entre a fartura do velho chico e o seco da caatinga. Um espaço de extremos, cores e formas.

Roteiros e Dicas relacionados